“Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria.” (Sl 126.5)


      Não se conhece o autor desse Salmo. Entende-se, porém, que ele foi escrito, possivelmente, para celebrar o retorno dos exilados do cativeiro babilônico, período em que o povo de Deus sofreu sobremaneira. Num contexto de muita tristeza, Deus, com sua habilidade de restaurar a vida e a alegria, renova a esperança de Seus filhos.
      A queimada pode ter dizimado as florestas, porém Deus as faz crescer novamente. Os ossos podem ter sido quebrados, todavia Deus os cura. O inverno pode ter queimado as folhas das árvores, mas na primavera elas ressurgirão. A tristeza não é uma condição permanente na vida daquele que crê na intervenção e no poder divino. Cada lágrima que cai dos nossos olhos está regando as sementes que se transformarão numa colheita de alegria, porque Deus faz surgir o bem até de uma calamidade.
      Quando a dor estiver sufocando nossas vidas, e a esperança estiver se esvaindo, saibamos que as circunstâncias de pesar cessarão, e o tempo de cantar e de colher chegará. Novamente encontraremos alegria. “Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria. Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os molhos" (Sl 126.5-6).
      Exercitemos a paciência, à proporção que esperamos. A grande colheita de Deus está próxima! Cantaremos e saltaremos de felicidade, diante da fartura que Deus nos dará de bênçãos.   
      

                                                                                                                        Rônia Malafaia
Membro da Casa de Oração da Cehab
Axact

Axact

Vestibulum bibendum felis sit amet dolor auctor molestie. In dignissim eget nibh id dapibus. Fusce et suscipit orci. Aliquam sit amet urna lorem. Duis eu imperdiet nunc, non imperdiet libero.

Post A Comment: