Atualizações via email

Arquivo do Blog

Busca Rápida

Quando a Igreja não prega sobre o pecado

Compartilhe:


QUANDO A IGREJA NÃO PREGA SOBRE O PECADO

Textos: I Jo 3.4; I Jo 5.17; I Jo 1. 9,10

Introdução:

O pecado quebra a comunhão do crente com Deus. A prática do pecado na vida do servo de Deus o coloca na contra mão da via da santidade requerida pelo Senhor. (Hb 12.14)
O grande problema que tem sido percebido em nossos dias é a realidade de uma igreja que não tem pregado sobre e contra o pecado e isto tem gerado consequências drásticas para a missão e propósitos da Igreja na terra.

É emergente que haja um retorno às Sagradas Escrituras e diante das verdades imutáveis do Senhor, possamos como Igreja de Cristo na terra, ministrar sobre essa grande verdade que não pode ser esquecida na vida das igrejas. Precisamos pregar sobre e contra o pecado.

O que acontece quando uma igreja não prega sobre o pecado?

I. O Evangelho genuíno de Cristo deixa de ser anunciado;

O Cerne da promessa da salvação em Cristo está na queda do homem; Foi lá no Éden que diante do pecado original que separou o homem de Deus, que o amor do Pai foi revelado e um gracioso plano de Salvação foi instaurado para libertar o homem perdido. (Gn 3.15)

Cristo morreu e ressuscitou pelos pecados de todos os homens. Lá na Cruz do Calvário o último Adão, consumou a obra da Salvação. Portanto, é necessário que anunciemos a Cristo que é o autor e consumador da nossa fé. Ele ressuscitou vencendo a morte, o inferno e o reino das trevas. Somente Cristo pode salvar homens que estão perdidos e acorrentados pelo pecado. (Jo 8.32; Jo 8. 36)

II. Ela incha mas não cresce; (Isaías 59.2; II Cronicas 7.14)

- Ela se torna um palco de um picadeiro, anunciando o que as pessoas querem ouvir e não o que precisam ouvir;

- Ela se torna cheia de crentes carnais e descompromissados com a verdade;

- Ela fica vazia da unção e presença do Espírito Santo.

III. Traz o mundo para dentro de si; (I Jo 2. 15-17; Romanos 12. 1...)

Em Romanos 12.1. a Palavra de Deus nos afirma que não podemos nos conformar com o mundo. Não podemos tomar a forma da fôrma do mundo. Quando assim o fazemos, nós trazemos o mundo para dentro das nossas vidas e consequentemente para dentro da vida da igreja. Infelizmente, pelo fato de não estar sendo pregado sobre o pecado em muitas igrejas, esse tem sido o contexto trágico nas vidas de muitos crentes. As expressões: “Não tem problema...” “Não tem nada a ver....” e outras estão sendo as portas para a entrada do mundo e consequentemente do pecado nas igrejas.

É necessário que seja pregado e anunciado que o pecado afronta a Santidade de Deus; Que uma vida pecaminosa abre brechas para Satanás destruir a vida espiritual do crente. “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre. (I Jo 2. 16-17)

IV. Ela nega a eficácia da morte redentora e ressurreição de Cristo a favor dos homens perdidos; (Cl 2.14)

Foi na Cruz do Calvário que o escrito de dívida que era contrário a todos os homens, foi cancelado! Cristo morreu pelos nossos pecados! Quando não pregamos contra o pecado, a igreja peca e logo com suas práticas pecaminosas ela crucifica Jesus novamente. A prática do pecado nos faz levar Cristo ao vitupério novamente.

Quando a igreja prega contra o pecado, conduz o crente ao caminho da santidade. (Ef. 5.18) e isto agrada a Deus. Isto nos faz verdadeiros adoradores que adoram ao Pai em Espírito e em verdade. (Jo 4.23)

V. Seus membros se tornam fracos e presas fáceis dos ataques de Satanás; (I Pe 5.8; Hb 12.14)

VI. Ela se torna veículo que anuncia um falso evangelho;

- A igreja se tornará um local de interesses próprios e vazia da presença de Cristo;

- Se tornará um local que se conforma com tudo o que fere a santidade de Deus;

- Ela se tornará um clube cheias de vidas que são religiosas, mas não discípulos verdadeiros de Cristo.

Conclusão:

Que pelas misericórdias e graça de Deus sejamos reavivados por sua graça e favor. Que Ele encontre em nós, vidas quebrantadas, arrependidas e que buscam a Sua face clamando pelo perdão do Senhor. Que sejamos os atalaias que Ele irá usar para pregar as verdades imutáveis da Sua Palavra e que confrontam pecadores levando-os ao arrependimento. Que a cura de Deus venha sobre as nossas vidas.


Pr. Waldyr do Carmo
Igreja Casa de Oração da Cehab

Compartilhe:
Next
This is the most recent post.
Previous
Postagem mais antiga

Esboços de Sermões

Geral

Mensagens de vida

Mensagens Pr. Waldyr

Pregação

Série de Mensagens

Deixe o seu comentário!

0 comments:

Seu comentário é muito importante para nós!